QUEM MATOU O TIETÊ?

Ficamos indignados com a tragédia ambiental de Brumadinho e Mariana, e com toda razão. No entanto, já estamos anestesiados com a morte do maior rio paulista, o Tietê.

Pesquisamos dados, fizemos cálculos e dividimos aqui o resultado:

  • A cada 28 dias, o Rio Tietê recebe o volume de esgoto similar ao volume de rejeitos despejados em Mariana.

Ficou surpreso? Nós também.

Vamos aos dados e as fontes que utilizamos para esse cálculo.

De acordo com a Associação Brasileira de Normas e Técnicas (ABNT), cada pessoa gera, em média, 150 litros de esgoto por dia. ( http://www.cprh.pe.gov.br/downloads/tabela1.pdf )

Multiplicando o total da população da grande São Paulo  - 22 milhões de habitantes -  por 150 litros, o volume diário será de 3.3 milhões de metros cúbicos de esgoto por dia

Segundo a Sabesp, são tratados 59% do esgoto da região metropolitana de São Paulo, restando 41% sem tratamento.  (https://www.bbc.com/portuguese/brasil-42204606)

Logo, 41% equivalem a 1,3 milhões de metros cúbicos de esgoto/dia.  

O volume da lama despejado nos rios no desastre de Mariana, segundo a Fundação Renova, foi de 39,2 milhões de metros cúbicos. (https://www.fundacaorenova.org/manejo-de-rejeito/)

Dividindo o volume de rejeitos de Mariana pelo volume de esgoto diário não tratado, teremos o total de 28 dias. 

Tudo isso sem incluir o lixo que é jogado nas ruas (que também chegam aos rios), e o que é jogado diretamente pela própria população: bitucas de cigarro, sacos plásticos, computadores, sofás, garrafas PET, papéis, entulhos... coisas que a gente nem imagina. 

A conta é tão complexa quanto a situação. 

Vale lembrar que todo esgoto, tratado ou não, em algum momento vai parar nos rios.

 Semana passada vimos cenas assustadores de ondas de lixo invadindo alguns municípios de São Paulo depois de grandes chuvas. 

Por isso, precisamos com urgência:

·      Reduzir a quantidade de lixo gerado 

·      Reutilizar e reciclar os materiais já existentes

·      Repensar nossos hábitos de consumo e de produção

Esse é o conceito da Economia Circular, tema que vamos falar muito por aqui. 

Foram retiradas 17,6 toneladas de lixo das ruas e pontos turísticos de Salto, após a enchente do Rio Tietê.  Essa poluição vem principalmente da Região Metropolitana de São Paulo.  Fonte: Estadão e G1

Foram retiradas 17,6 toneladas de lixo das ruas e pontos turísticos de Salto, após a enchente do Rio Tietê.

Essa poluição vem principalmente da Região Metropolitana de São Paulo.

Fonte: Estadão e G1