Réveillon na avenida Paulista terá queima de fogos silenciosa pela primeira vez

Lei proíbe fogos barulhentos; tradicional festa da Prefeitura de São Paulo terá apenas efeitos visuais

A gestão Bruno Covas (PSDB) fará a primeira festa de Réveillon na avenida Paulista com queima de fogos silenciosa. 

A legislação proíbe "o manuseio, a utilização, a queima e a soltura de fogos de estampidos e de artifícios, assim como de quaisquer artefatos pirotécnicos de efeito sonoro ruidoso".

O valor da multa ainda não foi estabelecido, o que será feito com a regulamentação da lei. Por isso, quem soltar fogos com estampido, por enquanto, ainda não está sujeito a nenhuma punição. A lei é de autoria conjunta dos vereadores Reginaldo Tripoli.

Tripoli, de uma dinastia política ligada ao público amante de animais domésticos, afirma que a motivação inicial foi esse público, mas que descobriu que a demanda vai além.

"Quando começamos a estudar o projeto, a gente começou a enxergar outras áreas afetadas como os autistas, os hospitais, os idosos. É muito maior o problema", afirma Tripoli. "Hoje, em São Paulo, segundo o IBGE, cerca de 60% dos lares têm animais domésticos. Quando há estampido, animal quer fugir, se machuca, causa um estrago muito grande." 

Leia matéria completa em Folha de S.Paulo

https://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2018/12/reveillon-na-avenida-paulista-tera-queima-de-fogos-silenciosa-pela-primeira-vez.shtml

sampa_sem_rojao.jpg